26.1.14

Abril certo na hora incerta...

E lá fui até ao Porto onde participei no lançamento do livro "Abril certo na hora incerta", de vários autores, com ilustrações do pintor Roberto Machado, (para o qual escrevi um poema, a convite de José António Gomes)

Meio Abril?
 
Faz-me um Abril mapa inteiro
para colorir
a vermelho
labirintos
descoloridos
onde perdidos nos afogamos.
Faz-me um desenho Abril janela
a explicar
esta súbita
falta de ar
e um caminho
para escapar dela.

Tenho de ser eu?

Não podes ser tu a dizer por mim
não em vez de sim
letreiro apontando a porta
onde saio?

(Verdade?
Se não for eu
mais a minha mão
não há Abril inteiro
só meio Abril
não temos canção
nem sequer há Maio?)


.................

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.